Seguidores

domingo, 22 de fevereiro de 2015

O PROCESSAMENTO DAS MASSAS




Não, essa não é uma postagem sobre macarrão!

Dia desses um amigo me perguntou: “Por que você sente tanto ódio pelo PT?” Perguntou isso baseado no fato, verídico, de que eu reproduzo ou preparo muitas postagens no Facebook sobre as falcatruas e maracutáias petistas.

Eu respondi que não, que eu não odeio o PT. O que sinto é asco mesmo, algo muito pior!

O ódio é baseado em uma ausência de racionalidade na maioria das vezes. Os sentidos ficam travados quando o ser humano está sob o domínio desse sentimento alienante. Ao contrário, eu enxergo, ouço e sinto muito bem, graças a Deus. E sempre procurei estimular meu raciocínio através da educação e da cultura, tudo visando ser uma pessoa crítica, daquelas que não se enganam tão facilmente.

Por isso o asco pelo PT!

 
 

O ruim é que com ele vem uma terrível sensação de inutilidade, sendo que nosso país não tem o hábito de valorizar a crítica. Fico imaginando como se sentem os jornalistas que estão tentando, em vão, mostrar o óbvio, indignados com tudo de errado que esse partido tem feito contra o mesmo povo que nem lê notícias. Esses jornalistas que estão sob intenso fogo do governo, e de seus “intelectualoides” que são contra a liberdade de expressão e a favor da censura. Governo que está usando todo tipo de estratégia baixa para acabar com qualquer grupo de comunicação que ouse discordar de Dilma, Lula ou PT. Aliás, tática já usada com êxito por outros países com governos de mesma linhagem vermelha, como Venezuela, Argentina, Equador e a clássica Cuba.

Tudo me parece muito estranho... Pessoas que dizem lutaram contra a ditadura, contra a censura e a falta de liberdade para raciocinar, esses mesmos atacam a imprensa e quem mais pense diferente deles. Enquanto isso, o povo se aliena e não dá a menor importância para o processo em andamento.

Daí vem a sensação de inutilidade e isolamento... No meu caso deve ser algum tipo de síndrome de minoria! A gente fica se sentindo como a única criança que está gritando do lado de fora de um prédio pegando fogo, enquanto todas as outras estão ainda brincando perigosamente no “play”.

Por isso, ás vezes me dá uma vontade doida de gostar de Luan Santana, de seguir com emoção o BBB, de ver somente os filmes da Globo Filmes, de limpar a casa me sacolejando com a vassoura ao som da Valeska Popozuda... Seria tudo tão mais fácil... Me entregar!

Mas não! Isso seria sim o paraíso para os que desejam massificar o povo, seria aceitar um cabresto e um par de viseiras laterais. Além disso, enquanto houver pedras nos sapatos petistas, eles nunca passearão por uma alameda florida confortavelmente. Se não existem buracos em seus caminhos, que sintam pelo menos as pedras incomodando.

Christian Petrizi

 

 


quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015

QUANDO A TECNOLOGIA TORNA O SONHO REALIDADE

“Quando eu era criança pequena, lá em Barbacena...” A frase era do comediante pioneiro do rádio e da TV, Antônio Carlos, o Joselito Barbacena da Escolinha do Professor Raimundo, e ilustra bem o que vou escrever agora.
Vamos falar sobre um canal de TV pioneiro, extinto, que produziu grandes obras que deixaram muita saudade entre os que viveram os anos 70: a TV TUPI.
Como já escrevi em outra postagem, a TV dos anos 70 causa toda essa nostalgia principalmente por aquela ser uma época em que a TV era a grande novidade dentro de casa. Nas décadas anteriores ainda era um luxo para poucos, e somente nos setenta se popularizou, coincidindo com a chegada das cores, com os recursos necessários para a produção de histórias fantásticas que atiçavam o imaginário do telespectador, além de contar com um time de autores, artistas e diretores, riquíssimo. Era Ivani Ribeiro como rainha da Tupi, ao lado de Jorge Andrade, Silvio de Abreu, Mário Prata, Rubens Ewand Filho e tantos outros, Janete Clair e Dias Gomes na Globo, Walter Avancini dirigindo espetacularmente nos dois veículos... Isso sem entrar nos nomes dos grandes atores que começavam naqueles anos, muitos deles na ativa até hoje em 2015.



 







Pois bem, com o fechamento traumático da Tupi, que vinha de uma seguida produção de obras marcantes na teledramaturgia, como Mulheres de Areia, A Viagem, Aritana, O Profeta, Éramos Seis, Gaivotas... ficou o vazio nos corações dos que têm a TV como um membro da sua casa.
 Eu era criança quando tudo aconteceu, mas guardo com carinho flashes da família reunida na sala para assistir esses grandes trabalhos da pioneira Tupi, e desde então me perguntava se esses arquivos um dia seriam exibidos novamente. Parecia naqueles anos 80 algo impossível de acontecer.

Mas mesmo criança eu ficava inconformado. Pensava no absurdo que era. Filmes estavam disponíveis nas locadoras de videocassete, são conservados para preservação, e os trabalhos feitos na Tupi... Uma angústia que me acompanhou por muito tempo foi pensar nisso, pois sempre valorizei as obras e a preservação da história.

Até que nos anos 90 assisti uma reportagem na TV Cultura informando que os arquivos da emissora, antes jogados em um porão sem os menores cuidados (o que inviabilizaria o salvamento de muito material) estavam sendo enviados para a Cinemateca Brasileira de São Paulo e seriam aos poucos restaurados, na medida do possível.


 
 


Isso coincidiu com a chegada da Internet, uma grande promessa para o futuro também no que dizia respeito a popularização de arquivos.
Os anos foram passando... e finalmente esse momento chegou. A Cinemateca Brasileira está disponibilizando em seu site tudo o que está conseguindo salvar entre as antigas fitas quadruplex da emissora. E a reação está sendo em cadeia, pois admiradores capturam esses vídeos e lançam em seus canais do You Tube, colecionadores preparam edições em DVDs para disponibilizarem a compra através do Mercado Livre, e por aí segue. Vale lembrar que segundo a legislação não é considerado ilegal a venda de um produto televisivo que não foi lançado comercialmente, considerando esse um ato de resgate da memória televisiva.
 
 
 
Enfim, graças à tecnologia podemos rever ou assistir pela primeira vez grandes obras. Não estão completas, pelo muito que se perdeu, mas algumas obras ainda conservam a continuidade adequada para se entender o trabalho dos grandes autores.
Deixo aqui os links para quem quiser assistir uma obra espetacular da grande Ivani Ribeiro: O PROFETA. Todo o material salvo desse trabalho está numa ordem que possibilita o entendimento perfeito da trama sobrenatural criada por uma das maiores novelistas que esse país teve.
Aproveito para informar que “este programa foi liberado pelos órgãos da censura federal para exibição nesse horário. Rede Tupi, mais cor em sua vida!” Boa diversão!
 
Christian Petrizi



segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

FIM DO BOLSA FAMÍLIA PODE SE TORNAR REALIDADE EM 2015


Aí a gente volta pra casa, depois das férias, e resolve fazer as pazes com o telejornal. Vale lembrar que o rompimento quase definitivo aconteceu depois do resultado final das eleições presidenciais de 2014.
Então nos deparamos com uma bizarrice sui generis: nunca antes na história desse país uma facção política rompeu tão rapidamente (em 3 semanas, nesse caso) com os compromissos de campanha, e de modo tão despudorado.


 
Bom, nem todos... Acho que a “presidenta” tem um pouco de vergonha na cara sim, afinal fiquei sabendo que está sumida pra mais de mês.
Também... Depois de gritar na TV durante a campanha contra a corrente de centro-direita, dizendo que os mesmos iriam aumentar impostos, reduzir investimentos na Educação e Saúde, aumentar preços de combustíveis e da luz, depois de dizer que racionamentos de energia e apagões eram exclusividade da direita que nunca investia em infraestrutura...
 
O que aconteceu? Em menos de três semanas de um “novo” governo (novo? Kkkkkkkkk) todos esses itens foram praticados por Dilma, PT e partidos aliados.
 
 

Nunca vi promessas de campanha serem jogadas no lixo tão rapidamente na história desse país. Justamente promessas que deram a vitória à candidata vermelho menstruação. Assim como também nunca assisti um eleitorado ser tão menosprezado, feito de babaca, de idiota, enfim... Ficaríamos horas aqui qualificando a ação.
E tudo isso com a certeza de que o PT passará impune pelo próximo pleito, principalmente pelo fato de que o molusco populista se prepara para a batalha.
A julgar pela pouca importância que os eleitores dão para a análise dos governos antes de votar, é provável até que mais promessas sejam quebradas com a certeza de que danos não serão causados ao PT.
Quem sabe até resolvam eles mesmos acabar com o Bolsa Família!
 
Christian Petrizi


quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

VIAJAR É MUITO MAIS!


"Que lugar horrível, chato, não tem balada, nem pegação. Tá no último lugar da minha lista pra regressar."
Quantas vezes ouvi isso, já perdi a conta...
Eu sempre gostei de conhecer novos lugares. Viajar é isso, essencialmente: entender aquele povo, com seus costumes, sua cultura, sua culinária... Prestar atenção em seus hábitos, observar a arquitetura do lugar, a Natureza, os cuidados que as pessoas dispensam ao seu lugar...

 
Recentemente passei quatro dias na capital do Uruguai, Montevideo, um sonho que já estava incubado por muito tempo. Acho que foi a primeira grande viagem que fiz, mesmo já tendo conhecido outros países da América. Dessa vez, não aceitando imposições de ninguém, montei o roteiro que concretizou perfeitamente esse meu conceito de viajar. E juro, além disso tudo, ainda sobrou espaço para compras, baladas e pegação. rsrsrsrs... É só uma questão de organização!
 
Comi do tradicional sanduiche do lugar, o famoso chivito, às carnes deliciosas das churrascarias do Mercado do Porto:


 
Um passeio pela principal avenida, a 18 de Julio, até a Plaza Independência e a Ciudad Vieja, me deixou maravilhado com a arborização do lugar, a limpeza das ruas, a cordialidade, simpatia e camaradagem do povo uruguaio, além da beleza de seus prédios e monumentos:
 
 
 
 
 
 
 
 
Os parques da cidade... Muitos, frescos, agradáveis aos olhos, limpos, uma atração particular:

                                     

Uma coisa que considero obrigatória ao visitar qualquer grande cidade é tomar aqueles ônibus turísticos. Parece estranho, mas é essencial para quem não terá tempo suficiente de conhecer tudo. Em Montevideo, por exemplo, eu fiz esse programa para conhecer monumentos como o Estádio Centenário, palco da primeira Copa do Mundo, e o Palácio do Legislativo, todo em mármore Carrara.
 
 
 
Catedral Metropolitana foi uma parada obrigatória, para conhecer a suntuosidade do lugar e agradecer pela oportunidade. Museu que recomendo? Andes 1972, uma aula de amizade e cooperação pela vida, com as relíquias do famoso acidente aéreo com os jogadores da seleção de rúgbi que ficaram 72 dias desenganados nas cordilheiras geladas, entre Argentina e Chile. Vale!


 
 E as praias? Já pensou em um rio que de tão largo parece um mar? Esse é o Rio de la Plata. Vale até pagar mico pra foto, provando se a água é doce ou salgada. rsrsrs...

 
 Pensa que não sobrou tempo pra tomar muitas garrafas de Patricia, a deliciosa cerveja local? Teve bar de praia, terraço do hostel, balada nos bares da Ciudad Vieja, na boate (fotos impublicáveis)... Sobrou tempo até para fazer compras em shopping, programas sonhados pelos viajantes baladeiros ou de compras.



 
 No final das contas, o que me levou ao Uruguai foram as músicas do cantautor local Jorge Drexler, e com muita Cultura eu saí de lá também. Se houvesse um livro de visitas no Aeropuerto Carrasco, eu assinaria agradecendo principalmente ao povo uruguaio, maior patrimônio local, gente boa desde a raiz.
"Varias primaveras atrás
El viento cambió
Y una canción me trajo hasta aqui..." (J. Drexler)
 
E a vontade de ficar? rsrsrsrs
 
Christian Petrizi

terça-feira, 12 de agosto de 2014

A INCRÍVEL CIDADE QUE APODRECEU

Minha nova editora, a Cultura em Letras Edições, já disponibilizou a capa do meu novo livro. Confira o material gráfico e sinopse nas fotos abaixo.
O evento de lançamento acontecerá em Patrocínio do Muriaé – MG, no dia 15 de agosto de 2014, a partir das 20 horas na Indústria do Conhecimento. Contando sempre com o apoio da SECRETARIA MUNICIPAL DE CULTURA e da GODAM LATICÍNIOS. Espero vocês lá!

Também já está disponibilizado pela editora o link de vendas pela internet, tudo feito com o PagSeguro. Confira clicando no link abaixo:



quarta-feira, 6 de agosto de 2014

VEM AÍ MEU NOVO LANÇAMENTO!

Já está sendo divulgado material promocional sobre meu novo livro, com lançamento previsto para o dia 15 de agosto de 2014, em Patrocínio do Muriaé, minha cidade Natal.
Em alguns dias mais a Cultura em Letras Edições deve enviar capa e título do meu novo trabalho.

Por enquanto seguem as peças que já dão uma ideia do que vem por aí. Aguarde!